Computação forense: o que é e como funciona?

Talvez você ainda não tenha ouvido falar nesse termo ou não saiba ao certo seu significado, mas com certeza já está familiarizado com essa área de atuação. A computação forense nada mais é do que o processamento de evidências digitais que visa solucionar tanto crimes cibernéticos quanto crimes “do mundo real”. Continue lendo para entender melhor!

O que é computação forense – e o que ela faz

Como o próprio nome já indica, a computação forense é um conjunto de técnicas que coleta, recupera, analisa e preserva evidências digitais a fim de solucionar crimes. Computadores, notebooks, tablets, celulares e GPS são alguns dos dispositivos analisados à fim de obter informações para a resolução de casos.

Mas em quais tipos de crime é necessário um especialista nessa área? Bem, basicamente em qualquer crime que envolver, direta ou indiretamente, aparelhos que armazenam dados, como computadores ou celulares.

Crimes cibernéticos – como fraudes bancárias e roubo de identidade – são alguns exemplos, mas a computação forense não trabalha apenas diretamente com crimes praticados no mundo virtual. A análise de informações digitais também tem papel fundamental na resolução de crimes praticados no mundo físico, como, por exemplo, recuperando mensagens ou outras informações já apagadas de um celular e que podem ser vitais para a resolução de um caso.

Além disso, o profissional especializado nessa área também é capaz de descobrir se uma evidência foi adulterada ou não. No caso de filmagens de câmera de segurança, por exemplo, a data ou hora mostrados nas imagens poderiam ser alteradas em favor de algum dos envolvidos no processo, sendo importante a análise de um profissional para que a prova seja concreta e confiável.

O CSI da vida real

Técnicos e analistas de redes são alguns dos profissionais que contam com a base necessária para aprofundar-se em computação forense. Os especialistas dessa área trabalham coletando, reconstruindo, analisando e preservando evidências.

Isso significa que esses profissionais conseguem fazer coisas incríveis, como, por exemplo, recuperar dados excluídos de um computador, celular ou tablet, mesmo que já tenha sido formatado e utilizado por outra pessoa. Além disso, essa área de investigação pode obter dados de um GPS de celular, o que é vital para descobrir a localização de um suspeito ou vítima na hora do crime, por exemplo. Isso ajuda na reconstrução dos fatos e na resolução do caso.

Com vários campos de atuação, principalmente no que diz respeito à investigações legais e proteção de sistemas, a computação forense trabalha como um verdadeiro CSI da vida real, sendo uma das mais interessantes áreas computacionais.

Leave a Reply

Your email address will not be published.